Google+ Followers

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

31 de Agosto - Dia do Nutricionista

O nutricionista é um profissional de saúde com formação generalista, humanista e crítica. Está capacitado para atuar visando à segurança alimentar e à atenção dietética, em todas as áreas do conhecimento em que a alimentação e nutrição se apresentem fundamentais para a promoção, manutenção e recuperação da saúde e para a prevenção de doenças de indivíduos ou grupos populacionais. Sua atuação contribui para a melhoria da qualidade de vida e deve ser pautada em princípios éticos, com reflexões sobre a realidade econômica, política, social e cultural do país.

Em comemoração ao dia do nutricionista não poderia de deixar aqui meus parabéns a todos os profissionais de Nutrição, que faz dessa ciência um grande aliado no bem estar de toda população, trazendo informações e condutas que levará a uma qualidade de vida melhor.

Parabéns Nutricionistas


 
Dedico essa homenagem também a minha turma de Nutrição formandos 2011 da Universidade Vale do Rio Doce, mesmo a distância que nos separam neste momento me recordo agora das nossas manhãs na faculdade, resenhas, brincadeiras e até as brigas e confesso que sinto falta disso tudo. Peço a Deus que ilumine a caminhada de cada um na vida profissional e posso dizer com certeza que tudo que vivemos nos 4 anos FARIA TUDO DE NOVO. Grande abraços!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

TPM - Tensão Pré Menstrual


A síndrome pré-menstrual, popularmente conhecida como tensão pré-menstrual ou TPM, é um conjunto de sintomas e alterações físicas e emocionais, que surge entre 10 e 14 dias antes da menstruação e desaparece com o início do fluxo.
  
As principais alterações emocionais são: o humor irritável, depressivo ou instável. Há ainda diminuição da tolerância com perda da paciência e crises explosivas a qualquer momento. Pode haver sensação de falta de energia, cansaço exagerado e dificuldade de concentração. As alterações físicas podem ser dores de cabeça, dores nas mamas, dores nas juntas, ganho de peso, sensação de estar inchada, insônia ou sonolência e alterações do apetite.



 Sintomas:

 Os Sintomas podem ser considerados em 4 grupos, os quais podem manifestar-se isoladamente ou em combinação, variável de pessoa-a-pessoa, decorrentes de alterações hormonais, alterações bioquímicas e metabólicas, e desequilíbrio dos neurotransmissores (substâncias relacionadas à regulação do humor, da disposição e do ânimo).
  • Com predomínio de ansiedade e agressividade;
  • Com predomínio de alterações afetivas, notadamente com sintomas depressivos.
  •  Com predomínio de queixas físicas resultantes de acúmulo e retenção de líquidos;
  •  Com predomínio de alterações alimentares, desde anorexia ou bulimia, ou mesmo alterações do apetite seletivo, como por exemplo, vontade de consumir doces.
Sabe-se também que as alterações hormonais podem provocar uma retenção maior de líquidos pelo corpo e em todos os órgãos femininos. Esse acumulo de líquidos é responsável pelas dores nas mamas, pelas dores musculares e abdominais, pelo inchaço das mãos e pés, por alterações metabólicas e do apetite, por maior consumo de carboidratos, conseqüentemente pelo eventual aumento do peso e até pelo aumento exagerado na vontade de comer chocolates e guloseimas que só pioram o quadro geral.

 ORIENTAÇÕES

  •    Pratique exercícios físicos: a prática de exercícios reduz os sintomas como irritabilidade, ansiedade, tendência à compulsão, reduzindo assim o stress;
  •    Faça refeições leves com frutas; cereais como massas e pães; hortaliças; carne branca e leguminosas;
  •    Uma alimentação pobre em gordura e rica em fibras também auxilia; Frituras e outros alimentos gordurosos são extremamente calóricos, levando ao maior ganho de peso. Além disto, contém sal que leva ao inchaço, retenção de líquidos;
  •   Coma devagar, com maior freqüência; Fracione as refeições para que haja uma melhor digestão e metabolismo dos alimentos;
  •   Varie os alimentos e inclua carboidratos complexos e fibras contidas em frutas vegetais e grãos integrais;
  •   Limite o consumo de sal, o excesso causa retenção de líquidos;
  •   Limite ou evite a cafeína, contida em Café e chá preto assim como os refrigerantes de cola, é um potente irritante. Por isso, atenção ao consumo destes alimentos;
  •   Limite ou evite o álcool: cuidado com a ingestão de bebidas alcoólicas, pois quando não bem digeridas, podem propiciar a formação de gases;
  •   Refrigerantes: possuem altas quantidades de sódio, que piora a retenção de líquidos já comum nesta fase;
  •  Consuma frutas como Melancia: esta fruta tem altas quantidades de magnésio, que em conseqüência das alterações hormonais do período é o nutriente mais perdido na TPM. Além disto, contém bastante água, diminuindo o inchaço;
  •  Nozes e castanhas: ricos em gorduras boas, as famosas ômega 3 e 6, estas oleaginosas estão relacionadas a melhora do humor e ajudam na TPM regularizando o desequilíbrio hormonal característico desta fase. Só tome cuidado, pois são calóricos;
  •  Leite e derivados: ricos em cálcio, nutriente muito perdido nesta fase e que tem importância ímpar na sua saúde. De preferência, utilize os leite e iogurtes desnatados ou 0% de gordura. Quanto aos queijos, prefira os brancos. Estes são menos calóricos e podem ser comidos em maior quantidade;
  •  Consuma alimentos ricos em magnésio, como leguminosas (feijão, soja, lentilha e ervilha), vegetais de folha verde escura (agrião, espinafre, rúcula entre outros), nozes e grãos de cereais integrais (aveia, granola, arroz, farinha de trigo integral, entre outros).
 Fonte: Ballone GJ - Tensãp Pré-Menstrual - in. PsiqWeb Psiquiatria Geral, Internet, 2001 




Observação Importante: As orientações apresentada aqui não substitui o contato direto do paciente/cliente com o profissional Nutricionista.

 

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

15 de Agosto - Dia da Gestante

Hoje sendo comemorado uma data muito importante tanto para as mamães quanto para os papais. Então não poderia deixar passar minhas orientações quanto Nutricionista com relação esse momento sublime que Deus concede a todos. Boa leitura e um bom momento na hora do parto.



Alimentação da Gestante

A alimentação correta durante a gravidez possibilitará à gestante manter seu bom estado de saúde e o desenvolvimento normal do bebê.
 As refeições podem ser divididas em 6 (seis), distribuídas assim:
• café da manhã;
• fruta (no meio da manhã);
• almoço
• lanche da tarde
• jantar
• lanche noturno.

Durante toda a gestação a alimentação deve ser equilibrada em nutrientes!
Onde encontrar os principais nutrientes:
• Proteínas: carnes, ovos, legumes e derivados, leguminosas (em menor quantidade) como o feijão, lentilha e ervilha.
• Carboidratos: massas, arroz, batatas, mandioca, cereais (milho, aveia, trigo).
• Gorduras: óleo vegetal, manteiga e margarina, carnes.
• Ferro: carnes (principalmente vermelhas e fígado), feijão, vagem ervilhas, folhas verdes.
• Cálcio: leite (derivados) e  folhas verdes.
• Vitamina A: peixes, fígado, folhas verdes-escuras e vegetais alaranjados.
• Vitamina C: frutas cítricas (laranja, limão, caju, acerola) e folhas verdes.
• Vitamina D: leite e clara de ovo.
• Vitamina B1: carnes, cereais (milho, aveia, trigo), feijão e levedura de cerveja.
• Vitamina B12: carnes (principalmente fígado), ovos e leite.
• Fibras: frutas, verduras e grãos.

A gestante deve evitar (ou diminuir) o consumo de:
• frituras, doces e refrigerantes;
• refeições muito temperadas;
• temperos picantes (pimentas, etc.);
• sal, para prevenir a pressão alta os riscos de pré-eclâmpsia e eclâmpsia.
Lembre-se que:
comer por dois leva você a engordar e pode prejudicar o seu bebê e dificultar o parto!

3 primeiros meses:
-   Coma fígado e outras carnes, feijão, vegetais verde-escuros e frutas como laranja e limão. Esses alimentos ajudam a prevenir a anemia.
- O leite, o queijo e a manteiga ajudam a formar os ossos e os dentes do bebê.
- As verduras, a aveia, o milho, o trigo e as frutas ajudam a evitar a prisão de ventre.
- Evite tomar bebidas que tenham álcool. Seu bebê pode nascer com baixo peso e má-formação.
- Cuide do seu peso.

Você pode sentir muita saliva e enjôo: para tentar melhorar coma várias vezes ao dia, sempre em pequenas quantidades, mastigando devagar. Beba muito líquido, bem gelado ou quente.

        4º, 5º e 6º mês de gravidez
-        Você pode sentir:
-         azia e má digestão: para tentar melhorar como um pouco de cada vez, várias vezes ao dia.
-        gases e prisão de ventre: coma frutas e verduras e beba muita água.
        7º, 8º e 9º mês de gestação:
-        Você pode sentir a digestão difícil: coma pouco de cada vez e não deite depois da refeição.

Lembre - se que o acompanhamento nutricional neste período é fundamental tanto pra mamãe quanto para o bebê.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Atendimento Nutricional...

Os danos para a saúde que podem decorrer do consumo insuficiente ou excessivo de alimentos são há muito tempo conhecidos pelos seres humanos, mas recentemente surgem evidências de que características qualitativas da dieta sejam importantes na definição do estado de saúde, principalmente no que diz respeito às doenças crônicas degenerativas da idade adulta. As doenças degenerativas são assim chamadas porque elas provocam a degeneração de todo o organismo, envolvendo vasos sanguíneos, tecidos, ossos, visão, órgãos internos e cérebro. Normalmente, as doenças degenerativas são adquiridas por erros alimentares (ou uso excessivo de gorduras de origem animal) ,uma vida sedentária ou um erro genético. Classificam-se como doenças degenerativas o diabetes, a arteriosclerose, a hipertensão, as doenças cardíacas e da coluna vertebral, além de câncer (cancro), Mal de Alzheimer, reumatismo, esclerose múltipla, artrite deformante, artrose, glaucoma, coluna, cabeça, e membros. Trata-se de um comportamento induzido por hábitos decorrentes dos confortos da vida moderna.

Com aumento cada vez mais de pessoas com doenças degenerativas faz - se necessário o atendimento nutricional com o Nutricionista, tanto para prevenção quanto para tratamento dessas patologias. Segue abaixo meu trabalho e mude o hábito alimentar quando ainda é tempo.




quarta-feira, 8 de agosto de 2012

08 de Agosto - Dia Nacional do Combate ao Colesterol

10 Coisas que Você Precisa Saber sobre o Colesterol 

Embora muitas pessoas achem o colesterol uma substância maléfica, ele é primordial para o funcionamento do corpo humano. Para isso, no entanto, seus níveis devem estar sempre controlados. Confira, abaixo, 10 Coisas que Você Precisa Saber sobre Colesterol: 

  1. O colesterol é um tipo de gordura (lipídio) encontrado naturalmente em nosso organismo. Ele é fundamental para o funcionamento normal do organismo, sendo o componente estrutural das membranas celulares em todo nosso corpo. Ele está presente no cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração.
  2. O corpo humano utiliza o colesterol para produzir vários hormônios, vitamina D e ácidos biliares que ajudam na digestão das gorduras. Cerca de 70% do colesterol é fabricado pelo nosso próprio organismo, no fígado, enquanto que os outros 30% vêm da dieta.
  3. Existem dois tipos de colesterol. O HDL é chamado de “colesterol bom” pois forma uma classe de lipoproteínas que ajuda a carregar o colesterol do ateroma dentro da artérias, e transportá-lo de volta ao fígado para ser excretado. Já o LDL, chamado de “colesterol ruim”, transporta o colesterol de células que mais produzem do que usam, para as células que mais necessitam. É considerado ruim pela relação que existente do alto índice de LDL com doenças cardíacas.
  4. Quando em excesso (hipercolesterolemia), o colesterol pode se depositar nas paredes das artérias, que são os vasos que levam sangue para os órgãos e tecidos, determinando um processo conhecido com arteriosclerose. Se esse depósito ocorre nas artérias coronárias, pode ocorrer angina (dor no peito) e infarto do miocárdio. Se ocorre nas artérias cerebrais, pode provocar acidente vascular cerebral (derrame).
  5. Manter uma vida saudável, praticando exercícios físicos e evitando comer alimentos gordurosos ajuda a evitar o alto colesterol. Parar de fumar também é uma atitude que ajuda a neste controle.
  6. Gema de ovo, bacon ou toucinho, carne de frango com pele, torresmo, manteiga, creme de leite e nata, frituras, salsicha, salame e lingüiça e carnes de animais são os principais alimentos que contém uma significativa quantidade de colesterol.
  7. O aumento no nível de colesterol no sangue não costuma ter sintomas. Em casos excepcionais, aparecem os chamados xantomas, que são sinais decorrentes do acúmulo do colesterol na pele. Quando o aumento do colesterol atinge níveis muito altos, pode haver um aumento no fígado, no baço e sintomas de pancreatite.
  8. As taxas de colesterol apontadas em exames se referem à soma do bom colesterol (HDL) com o mau colesterol (LDL). Essa taxa é considerada boa quando está abaixo de 200, suspeita quando está entre 201 e 239 e elevada quando está acima de 240;
  9. Há três causas para a alteração do colesterol. A primeira é o fator genético, quando o indivíduo possui genes que determinam essa alteração. A segunda é a alimentação. Quem ingere alimentos gordurosos, com alto índice de colesterol, têm mais chances de sofrer com taxas altas. A última possível causa são doenças, como hipotireoidismo, diabetes e doenças nos rins.
  10. Para fazer uma dieta visando o controle do colesterol, prefira leite e iogurte desnatados, queijo branco fresco, ricota, "cottage", queijos "light”, peixes, aves sem pele, carnes magras, inhame, macarrão, pães, bolachas de água e de água e sal, evitando sempre gordura em excesso. O tratamento das alterações do colesterol deve ser mantido por toda a vida. Tanto os cuidados com a alimentação e exercícios, como o uso de medicamentos, deverão ser empregados por tempo indeterminado.  
Vale Ressaltar a importância do acompamento nutricional com o Nutricionista tanto para prevenção quanto para tratamento do excesso de colesterol (hipercolesterolemia).
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia