Google+ Followers

terça-feira, 5 de junho de 2012

Dieta Pastosa... qual finalidade e pra quem?

Atendendo pedido de postar aqui um pouco sobre a dieta pastosa, estarei falando sobre qual é sua finalidade e quem deve está fazendo uso desse tipo de dieta.

Primeiro estarei explicando sobre Dieta Modificada;

Dieta Modificada:
É aquela  que em  qualquer de suas características físico - químicas deve ser ajustada a uma alteração do processo digestivo ou do funcionamento geral do organismo.
Pontos que alteram a confecção da dieta: equilíbrio entre os nutrientes e o outro ponto é quanto a consistência que é o nosso foco.

Quanto a consistência temos: Normal; branda, pastosa, líquida completa, liquída restrita, zero ou jejum. Cada uma tem uma finalidade específica para cada pessoa.

Dieta Pastosa:


Tem por finalidade favorecer a quantidade de nutrientes ingeridos  em  situações especiais com acometimento de fases mecânicas do processo digestivo, como falta de dentes ou quem passou por cirurgia bucal (Ex: extração do dente Siso), dificuldaes de deglutição ou engolir os alimentos de forma normal e ainda em fases criticas de doenças crônicas, como insuficiência cardíaca e respiratório. 

O Objetivo da Dieta Pastosa:
Proporcionar certo repouso digestivo, a consistência deve ser em forma de mingau ou creme, onde os alimentos são batidos.

Em particular para pessoas que faltam dentes ou passou por cirurgia de retirada por exemplo do dente siso, segue abaixo a dica:
  • Sempre se lembre de todos os ingredientes que devem ter na sua dieta em cada refeição;
  • Cozinhe o máximo possível todos os alimentos para que fiquem bem mole para facilitar a mastigação;
  • As carnes não devem ser excluídas, mas evite carnes e preparações duras, prefira como moídas, desfiadas ou souflés, os peixes que são naturalmente mais macios para comer; os ovos podem ser em forma de pôche ou cozido;
  •   As frutas devem ser em forma cozidas, purê ou suco;
  • Sopas (massas, legumes liquidificados e canja);
  •  Sobremesas (sorvetes simples, geléia, doce em pasta, pudins, creme e bolo simples);

  • Nas refeições sempre se lembre do modelo do prato ideal;
  • Use e abuse dos mingaus, vitaminas, sopas creme, purês, iogurtes, sucos e leites. E claro use a criatividade para ter a melhor variação dos alimentos.
Depois do pós cirúrgico volta aos poucos a dieta normal, inserindo devagar alimentos com uma maior consistência. Cozinhe  um pouco menos os alimentos e volte a mastigar alimentos mais macios para ir fortalecendo aos poucos a mandíbula. Claro que se doer ou incomodar, não force, fique mais uma refeição coma a dieta anterior;

Não é difícil. Só precisa ter um pouco de paciência e persistência.



2 comentários: