Google+ Followers

sexta-feira, 15 de junho de 2012

NUTRIÇÃO X CÂNCER

Meu interesse pela oncologia surgiu durante o período da faculdade e completou quando tive o prazer em fazer estágio em uma clínica oncológica da minha cidade.
Poder ajudar os pacientes como profissional de saúde é muito gratificante, principalmente quando se percebe evolução no tratamento de forma positiva.

Infelizmente de acordo com O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) estima em cerca de 520 mil novos casos doença para 2012. Por isso nada melhor pra se fazer e se pensar é na prevenção, principalmente quando se tem um membro familiar com tal patologia.







 O que é o câncer?
 Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase) para outras regiões do corpo.

Dividindo-se rapidamente, estas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores (acúmulo de células cancerosas) ou neoplasias malignas.


Fatores de risco de natureza ambiental
Os fatores de risco de câncer podem ser encontrados no meio ambiente ou podem ser herdados. A maioria dos casos de câncer (80%) está relacionada ao meio ambiente, no qual encontramos um grande número de fatores de risco. Entende-se por ambiente o meio em geral (água, terra e ar), o ambiente ocupacional (indústrias químicas e afins) o ambiente de consumo (alimentos, medicamentos) o ambiente social e cultural (estilo e hábitos de vida). 

 http://www1.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=322

Quais são as prevenções que as pessoas devem seguir?
  1. Mudar o hábito alimentar, priorizando alimentos in natura ao invés de alimentos industrializados, onde a indústria para manter o produto com mais tempo nas prateleiras dos supermercados, adicionam muitos conservantes e produtos quimicos;
  2. Incluir nas refeições alimentos como frutas; verduras/legumes; produtos integrais, garantido assim boa fonte de vitaminas, minerais e fibras na alimentação;
  3. Substituir carne com gordura aparente por carne magra, dar preferência por carne branca como frango, peixes e evitar o consumo de toucinho, torresmo, banha, manteiga e bacon pois são ricos em gorduras saturadas que faz com que aumente o colesterol ruim (LDL) diminuindo o colesterol bom (HDL);
  4. Ingerir água com abundância ao longo do dia;
  5. Eliminar o fumo e bebida alcoólica;
  6. Manter o peso adequado;
  7. E por último também muito relevante é deixar o sedentarismo e praticar qualquer atividade fisica desde que seja prazerosa, para que assim motiva praticar -lá. 
"A boa alimentação contribui efetivamente para a qualidade de vida, sendo algo mais que uma simples necessidade física".

Nenhum comentário:

Postar um comentário