Google+ Followers

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Nutrição Esportiva: Alimentação e Atividade Física


                             


                             

A prática de exercícios físicos para a promoção da saúde ou para a melhoria do desempenho atlético promove adaptações fisiológicas e morfológicas em seus praticantes. Reduzir a quantidade de gordura e/ou aumentar a quantidade de massa muscular estão entre os principais anseios dos praticantes de exercícios físicos. Além da prática de exercícios físicos, o comportamento dietético constitui a melhor forma de potencializar tais resultados.
Para um bom desempenho físico, a nutrição consiste de um alicerce, proporcionando o combustível para o trabalho. Ela pode otimizar os depósitos de energia para o desempenho atlético, reduzindo a fadiga e acelerando a recuperação entre os exercícios.

Tratamento dietoterápico:

Os praticantes de atividade física e atletas requerem uma maior quantidade de energia para satisfazer seu desempenho, dependendo da intensidade e duração da atividade física que realiza, além de peculiaridades como idade, sexo, estatura.



Os carboidratos, as gorduras e as proteínas consumidos diariamente fornecem a energia necessária para manter as funções corporais tanto em repouso quanto durante a atividade física. Para perder gordura corporal e para ganhar massa magra é necessário que se faça uma dieta equilibrada com carboidratos, proteínas e gorduras, seguindo as proporções normais (MAHAN; ESCOTT-STUMP, 2002).

 Antes dos treinos, em academia ou não, tenha os seguintes cuidados:


Evite praticar a atividade física em jejum;
Faça uma refeição leve cerca de 1 hora a 40 minutos antes do exercício;
Opte por alimentos de baixo a moderado índice glicêmico. Assim, frutas como maçã, pêra, além de pães (de preferência com uma mistura de farinha branca e integral), torradas e sucos naturais podem ser usados antes da prática;
A ingestão de alimentos ricos em proteínas não é recomendada antes da atividade física. Assim, evite sempre leite, queijos, carnes, presunto;
Alimentos ricos em óleo e gorduras e os muitos ácidos não são aconselháveis antes da atividade;
O café e os alimentos ricos em cafeína como chá mate e o preto são diuréticos e não devem ser usados em excesso antes do exercício;
A hidratação é importante até mesmo neste momento. Assim, consuma de 200 a 400 ml de água entre 60 e 30 minutos antes do exercício;
Para evitar a distensão abdominal evite o consumo de alimentos com excesso de fibras antes do exercício;
É desaconselhada a prática de atividade física imediatamente após as grandes refeições (almoço e jantar).
O cuidado com a alimentação continua após o término do treino ou da prova. Assim:
Tente incluir uma refeição tão logo a sua atividade termine. O ideal é que a atividade pós-exercício seja realizada nas duas primeiras horas após a prática. Caso seus horários não permitam incluir uma boa refeição após o treino, tenha sempre consigo uma barra de proteína, um sache de mel, procure ingeri-los junto a sucos e iogurtes. Estes alimentos farão com que você aguarde o horário da refeição com mais tranquilidade;
Após o exercício é sempre importante incluir alimentos com o índice glicêmico mais alto como pão branco, arroz, mel, sucos, frutas como melancia, banana. Associe a este carboidrato fontes e de proteínas como peito de frango, atum, queijos, peito de peru.

Esses cuidados irão garantir um melhor resultado fisico, além de garantir qualidade de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário