Google+ Followers

segunda-feira, 9 de julho de 2012

HORA DE FORMAR OS HÁBITOS ALIMENTARES.


     Sem dúvida nenhuma todas as mamães e/ou responsável tenham sempre a mesma preocupação quando se trata da alimentação das crianças. Juntos vamos entender como formar o bom hábito alimentar.


 Caracterização do Pré-escolar
  • Idade: 1 a 5 anos; 
  • Menor ritmo de crescimento; 
  • Redução do apetite; 
  • Dentição completa; 
  • Desenvolvimento da linguagem; 
  • Amadurecimento das habilidades motoras; 
  • Acentuado desenvolvimento físico e de personalidade; 
  • Egocentrismo;
  • Necessidade de afirmação pela negação;
  • Demonstração de desagrados/preferências;
  • Maior exposição a influências externas (escola, mídia);
  • Independência: de forma positiva e negativa;
  • Chegada de irmãos mais novos + independência: - Carência alimentar e doenças contagiosas, Parasitoses intestinais; 
  • ASSISTÊNCIA: Educação alimentar, higiene e prevenção de doenças.
      
    Determinantes do Consumo Alimentar 
     Tipo de alimentos presentes 
    Seleção de alimentos 
    Preferência pelo sabor doce; 
    Rejeição do amargo e azedo; 
    Associações com contexto social; 
    Consequências fisiológicas  da ingestão de alimentos.
    Recomendação quanto à Alimentação
      
    5 a 6 refeições por dia, com variedade; 
    Atentar para o processo de transição gradativa na alimentação
      mingau - sopa  - purê  -  sólido;
    Incluir todos os grupos de alimentos:
     LEITE E DERIVADOS, FRUTAS E VEGETAIS, CARNES, LEGUMINOSAS, SOBREMESAS NUTRITIVAS, ETC...
    Insistir com a introdução de novos alimentos: oferecer no mínimo 10 vezes,  em pequenas porções, sem associar a castigos ou prendas...
    Oferecer primeiro os alimentos de menor preferência;
    Introduzir novos alimentos em pequenas quantidades sem chamar a atenção    (neofobia);
    A recusa pode ocorrer ainda por alergias ou falta/excesso de atenção; 
    Variar maneira de preparo visando melhor aceitação;
    Incentivar o consumo de todo o conteúdo oferecido;
    Colocar pequenas porções no prato e repetir se a criança solicitar;
    Preparar pratos bem atraentes (cor, forma, aroma);
    Consistência sólida mais aceita que pastosa; 
    Controlar o consumo de “guloseimas”.
    Propiciar ambiente calmo e agradável; 
    Não cobrar “boas maneiras” à mesa até que seja capaz de ter bom apetite e se  alimentar sozinha;
    Colocar horários para as refeições;
    Incentivar atividade física e controlar horário de TV e computador; 
    Não forçar a criança a comer além da sua capacidade.
     Lembre - se:
      A criança deve aprender escolher e até se servir e comer sozinha, para adquirir   consciência da importância dos alimentos. A alimentação em grupos é uma ótima estratégia, por isso a importância da merenda escolar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário